Feliz Ano Novo!


 Ano novo para mim é um dos melhores dias do ano e amo ainda mais por morar bem perto da praia podendo ir ver os fogos, assim como eu sei que vou, espero que vocês se divirtam, passem um bom momento com a família e amigos, pensem no que 2013 significou, em tudo o que passou e digam que nada poderia ter sido melhor, deixem os pequenos problemas de lado e foquem nas coisas boas, pois afinal de contas não é uma fruta podre que estraga uma fruteira cheia de boas.

 Agradeço a todos vocês por acompanharem e lerem o blog até aqui, não sabem a imensa alegria que me trazem quando comentam em alguma das postagens, obrigado mais uma vez e desejo a todos vocês um ótimo ano novo e que 2014 venha com muita saúde, prosperidade, paz e várias coisas boas!

 FELIZ ANO NOVO!
 Carol

Resenha: A Aprendiz - Trilogia do Mago Negro #2

* Esta resenha contem Spoilers de "O Clã dos Magos" por ser o segundo livro da Triologia * 

Resenha:

 Sozinha entre todos os aprendizes do Clã dos Magos, somente Sonea vem de uma classe mens privilegiada. No entanto, ela ganhou aliados poderosos, como Lorde Dannyl, recentemente promovido a Embaixador. Ele terá, agora, de partir para a corte de Elyne, deixando Sonea á mercê dos boatos maliciosos e mentirosos que seus inimigos continuam espalhando... até o Lorde Supremo entrar em cena. Entretanto, o preço do apoio de Akkarin é alto porque, em troca Sonea deve proteger seus mistérios mais sombrios.   

 Enquanto isso, a ordem que Dannyl está obedecendo, de buscar fatos sobre a longa pesquisaabandonada de Akkarin sobre o conhecimento mágico antigo, o estaá levando a uma extraordinária jornada, chegando cada vez mais perto de um futuro surpreendente e perigoso.

 Assim que terminei de ler o primeiro livro da Trilogia do Mago Negro fiquei super animada com o final e logo em seguida li A Aprendiz, matei os dois em quatro dias, minhas expectativas do segundo livro estavam lá em cima, esperava que a continuação fosse tão boa quanto o O Clã dos Magos, mas infelizmente me deparei com uma coisa totalmente diferente do que encontrei no primeiro livro e dessa vez não foi em um bom sentido.

 A Sonea ou Soneca como costumo chamar conseguiu me irritar de uma forma profunda nesse livro, ela parecia um rato se escondendo do gato, em todos os capítulos torcia para ela deformar a cara do Gavin, sei que é contra o juramento que fizeram, mas ele a perseguia, a encurrala com um grupo de vinte aprendizes desprovidos de um gota de bom senso, exaurindo seus poderes apenas para a importuna-la sem ela poder reagir e assim se foi metade do livro, apesar de ter odiado a atitude da Sonea entendo porque se portou dessa forma, ela é a garota das favelas, a selvagem entre os civilizados e qualquer passo fora da linha poderá leva-la a um problema maior do que aturar o energúmeno do Gavin.

 O que a autora faz com alguns personagens desse livro me deixa com vontade de pegar e taca-lo na parede, o Cery simplesmente some, acho que ele só apareceu duas vezes em 534 páginas, foi simplesmente esquecido! Isso pode ser considerado um insulto, pois tudo o que ele fez pela Sonea no primeiro livro é incrível, arrisca tudo apenas para protege-la (inclusive sua vida) e a suspeita de um romance entre os dois que é deixada no ar no final de O Clã dos Magos, é simplesmente a dose certa, pensei que fosse ver a evolução desse sentimento em A Aprendiz, mas devo confessar que me enganei, sim, há um pouco de romance, porem achei extremamente forçado, quando lia esses páginas tudo que pensava era, eles não combinam, cade o Cery nesse livro?!

 O foco que a autora deu na parte do Dannyl é excessivo, queria que a narrativa gira-se entorno da Sonea começando a aprender magia, mas a quantidade de páginas que descrevem a viagem de Dannyl é grande e infelizmente são cansativas, ter uma narrativa paralela a outra não funcionou em A Aprendiz porque muitas vezes tirou o foco da Sonea e o colocou sobre Dannyl e eu achava a parte dele chata e pulava muitos trechos, sei que é vergonhoso mas era isso ou deixar o livro de lado.

 Se estiver pensando que A Aprendiz foi totalmente um desastre está enganado, acontece uma reviravolta no meio do livro que torna TUDO mais interessante, mas mesmo assim alguns pontos do livro continuaram a me incomodar.

 A Aprendiz não chega perto de ser tão bom quanto O Clã dos Magos,  eu esperava MUITO mais da continuação, queria uma trama repleta de magia, ação, conflitos políticos, com uma leve pitada de romance, você encontra esses requisitos no segundo livro da trilogia, mas em dimensões bem menores do que esperava, mais uma vez o monstrinho da expectativa me pegou.

2/5

Skoob: adicione

Compre: {Submarino

Projeto Verão: Ano Hana


 Ano Hi Mita Hana, mais conhecido como Ano Hana, é o único anime que me marcou emocionalmente, mudou minha forma de ver os outros, encarar o mundo e foi o responsável por uma coisa muito importante na minha vida, me trouxe de volta para o piano, sei que pode parecer tosco, mas foi por causa da música de encerramento que resolvi voltar a tocar, posso não ser super dotada, não tocar maravilhosamente bem e muito menos passar horas por dia estudando, mas isso não me impede de gostar do instrumento, apesar de não o amar, como os outros pensam.


 Muitas pessoas próximas de mim acham que eu amo o piano, mas estão erradas, eu não amo muitas coisas na vida, acho que o verbo amar transmite um sentimento muito intenso e não deve ser utilizado em qualquer ocasião, apesar de adorar o ouvir e observar pessoas  tocando piano, sinto que não é certo para mim.

 Sou muito impaciente, sendo que durante os anos que tive aula esse defeito me prejudicou muito mais do que imaginava que iria, ele me impede de manter o ritmo quando estou aprendendo a peça, me faz querer correr sem saber toda a partitura, o que acarretava nos meus frequentes erros e me levava a ficar frustrada comigo mesma, sendo que um um dia resolvi parar.

 Conheci esse anime quando estava em New York, assisti todos os 12 episódios no voo de volta para o Brasil, lembro de ter o garotinho que estava sentado do meu lado me perguntando se estava tudo bem de tanto que eu chorava, tenho a infeliz mania de associar tudo o que vejo a alguma coisa que já vivi e esse anime me fez lembrar do meu tio, das amizades frustradas que já tive e de um período muito conturbado que passei na escola, ligando tudo isso a triste história de Ano Hana tudo que fazia era chorar feito uma garotinha, mesmo sabendo que não iria resolver nada deixei as lágrimas molharem meu rosto.


 Tudo o que envolve esse anime é perfeito, os personagens são muito bem construídos e os traços são lindos, Ano Hana mostra a história mais bonita de amizade que já assisti ou li em qualquer lugar, nos ensina a dar valor as pessoas que amamos e aprender a nunca dosar as palavras de carinho para aqueles que sabemos que nos querem bem.

 Bem gente, desculpe pelo pequeno sumiço, mas essa época de natal é sempre uma correria aqui em casa e peço desculpas novamente pois esse vai ser o único post da semana, vou viajar para casa da minha avó amanhã e só volto segunda.

 Beijos de uma menina muito cansada,
 Carol

Resenha: O Clã dos Magos - Trilogia do Mago Negro #1



Resenha:

 Todos os anos, os magos de Imardin reúnem-se para purificar as ruas da cidade dos pedintes, criminosos e vagabundos. Mestres das disciplinas de magia, sabem que ninguém pode opor-se a eles. No entanto, seu escudo protetor não é tão impenetrável quanto acreditam. Enquanto a multidão é expurgada da cidade, uma jovem garota de rua, furiosa com o tratamento dispensado pelas autoridades a sua família e amigos, atira uma pedra ao escudo protetor, colocando nisso toda a raiva que sente. Para o espanto de todos que testemunham a ação, a pedra atravessa sem dificuldades a barreira e deixa um dos mágicos inconsciente. Trata-se de um ato inconcebível, e o maior medo da Clã de repente se concretiza: uma maga não treinada está à solta pelas ruas. Ela deve ser encontrada, e rápido, antes que seus poderes fiquem fora de controle e destruam a todos.
  No Primeiro livro da Trilogia do Mago Negro acompanhamos Sonea, uma menina criada nas favelas de Irmandin, capital do reino de Kyralia, depois do evento que mudou sua vida, no meio da purificação, ela joga uma pedra contra os Magos num gesto de oposição, mesmo sabendo que é impossivel, ela deseja com todas as suas forças que a pedra atravesse a barreira criada pelos Magos e acerte um deles e assim aconteceu, preocupados com uma maga sem o controle de seus poderes solta pela cidade, os magos decidem a capturar para leva-la ao clã na intenção de ensinar-lhe como dominar seus poderes e torná-la um membro, quando Sonea descobre que o clã está a sua procura pensa que é para mata-la pelo fato de ter deixado um dos magos inconsciente e com ajuda de seus amigos, principalmente de Cery, foge do clã mudando de esconderijo com a mesma freqüência com que alguém troca de roupa.
 Fazia muito tempo que estava atrás de um livro que envolvesse magia, quando li a sinopse e vi o preço que estava na Black Friday pensei que seria uma boa compra e uma boa leitura, dessa vez acertei em cheio na escolha, como disse, estava procurando fazia um bom tempo algum livro em que a magia está constantemente presente e pode se dizer que que O Clã dos Magos se encaixa perfeitamente na descrição.

 É interessante ver como a Sonea, que muitas vezes chamei Soneca, não me perguntem por que, mas eu troquei o nome dela várias vezes durante o livro, lida com o fato de em um dia era uma menina comum das favelas e no outro ser a prioridade do clã, a aparência da Sonea me lembrou muito a Mulan, uma das princesas a Disney, não sei se foi pelo fato de sempre tentar se passar por um menino ou por eu amar a Mulan (sempre foi a minha princesa da Disney preferida) e simplesmente achar que elas se parecem, fica um mistério para vocês desvendarem.

 Os personagem do livro são muito envolventes, em vários momentos me peguei pensando que se estivesse no lugar da Sonea também faria o que fez, levando em conta que durante toda a sua vida foi lhe dito que todos os Magos eram "do mal", mostra que as escolhas feitas por ela durante a historia não se difeririam em nada do que faria se tivesse em seu lugar, a amizade entre ela e o Cery é linda, o modo como os dois se preocupam um com o outro é incrível, eles se sacrificam durante o livro para manter um ao outro em segurança e isso é apaixonante.

 Eu me encantei pelo mundo apresentado pela Trudi Canavan, a forma com que ela conduz os acontecimentos, a riqueza de detalhes em sua narrativa me faz adentrar no universo em que a história se passa, permitindo-me imaginar como era o clã dos magos, as passagens por de baixo da favela e até mesmo a própria favela.

 A narrativa é divida em vários pontos de vista diferentes, mas a maioria da historia é narrada pela Sonea e pelo mago Rothen, o que fez uma diferença muito grande em como eu via os acontecimentos, pois com essa mistura de narradores podemos ver o ponto de vista dos magos também, nos fazendo perceber que nem todos são do jeito que a Sonea acredita que sejam, apesar de alguns serem exatamente como os moradores da favela dizem que são.

 Eu recomendo O Clã dos Magos para todos os que gostam de uma boa trama envolvendo fantasia, magia, conflitos políticos e também para aqueles que estão a procura de uma leitura suave, fluída que ao mesmo tempo tenha uma boa dose de ação, aventura e mistério.

 5/5

Skoob: adicione

Compre: {Submarino


Resenha: Crepúsculo


Resenha:

 De três coisas eu estava convicta. Primeira, Edward era um vampiro. Segunda, havia uma parte dele - que eu não sabia que poder essa parte teria - que tinha sede do meu sangue. E terceira, um estava incondicionalmente e irrevogavelmente apaixonada por ele.

 Bem, acho que todos já conhecem a história de crepúsculo, mas para quem não sabe sobre o que se trata, vai um rápido resumo, o livro narra as barreiras enfrentadas por Bella Swan e Edward Cullen para finalmente poderem ficar juntos e desfrutarem de seu amor, com esse sendo o primeiro de uma saga posso afirmar que muita água vai rolar ainda.

 Bem, devo confessar que não tinha interesse nenhum em ler crepúsculo, apenas o fiz para ter uma opinião formada pelo livro e não ser igual as pessoas que falam mal sem ao menos ter lido.

 A história não é ruim, o que estraga é a personagem principal, ou seja a Bella, ela me irritou em vários momentos do livro, principalmente em como tratava seus amigos, o Edward as vezes é muito grosso com ela e o Jacob, eu pensei que ele ia ter uma participação maior na trama, muitos dizem que há um triângulo amoroso entre eles, mas na minha concepção a Bella ama o Edward, o Edward ama a Bella e o Jacob é o intruso.

 A Bella no filme é bem mais legal que no livro, mas em contra partida o Edward no filme é um completo idiota, no livro a descrição que a Stephenie Meyer faz dele é muito atrativa, cabelos ruivos, olhos escuros e pele clara, mas no filme, sério, o filme acabou com a imagem que eu tinha dele na minha cabeça, brincadeira, mas porque não escolheram um ator mais bonito? Sim eu não acho o Robert Pattinson bonito.

 Bem gente, o livro não é o horror que todos dizem que é, mas se tiverem o interesse de ler, por favor entendam que é entretenimento, não pensem que ler crepúsculo vai te fazer uma pessoa culta, porque não vai, até mesmo os vampiros da Meyer não são iguais a lenda original.

 O ritmo de leitura é bem rápido, é um ótimo livro para se ler quando não tem nada para fazer e deseja sair do tédio.

 3/5

Skoob: adicione

Compre: {Submarino

Projeto Verão: 10 coisas que odeio em você

   

 Eu acho que já perdi a conta de quantas vezes assisti esse filme, lembro que a primeira vez que escutei alguma coisa sobre ele foi na aula de português, estavamos discutindo sobre A Megera Domada de Shakespeare e minha amiga disse que esse filme foi baseado naquela peça, desde então fiquei super curiosa para ver o filme e quando o fiz, me apaixonei!

 Não tem nada que eu não goste nesse filme, NADA! Para mim é um dos melhores filmes adolescentes já lançados, os personagens são tão meigos, da vontade de abraçar o Cameron, nunca vi tanta meiguice numa pessoa só e o Patrick... ah, ele é lindo! Faz um par e tanto com a Cat. 

   

O sorriso dele não é lindo?

Além do filme ser divertido tem uma dose de sarcasmo que eu amo!



 Enfim, se você, assim como eu, está preso em casa por causa da chuva cosplay de a arca de Noé esse filme é uma boa pedida para não ficar no tédio e quem realmente gostar do filme tem uma série que conta a mesma história, mas que foi cancelada e por isso só tem até a primeira temporada, apesar de não ser tão legal quanto o filme vale a pena assistir para matar a saudade.



 E no mundo literário também existe uma versão nos dias de hoje de A Megera Domada que se assemelha muito com o filme, o nome do ebook é Ela é uma Fera, da minha autora queridinha a Mariana Carvalho (que por sinal é uma fofa!), quem se interessar em comprar o livro clica aqui, ele é super barato, custa só R$1,30, e vale super a pena porque a historia é muito boa, além da personagem principal se chamar Carol cof cof, tipo eu.



 Então é isso pessoal, desculpe ter dado uma sumidinha, mas é aqui em casa está tudo muito corrido, com o natal, a mudança e a Guerra dos Tronos, meu mais novo vício.

Beijos, 
Carol

Resenha: As Brumas de Avalon - A Senhora da Magia - Livro 1

 

Resenha:

Eu estava aqui pensando, como que em 1979 uma autora conseguiu criar um personagem masculino que nada se difere dos homens de hoje em dia? Bem, esse é uma pergunta que até mesmo eu não consigo responder.

 As Brumas de Avalon conta os esforços do Rei Artur para unificar a Bretanha contra a invasão dos Saxões apartir do ponto de vista das mulheres do reino de Camelot.

 A Senhora da Magia é o primeiro de uma série que contem quatro volumes, lá fora é mas comum encontrar os livros em um volume único porem aqui no Brasil os encontramos vendidos separadamente ou em boxes.

 O livro foca primeiramente na história de Igraine, uma menina de 18 anos, casada com o duque Gorlois do qual já tem uma filha chamada Morgana, que mais tarde irá dar a luz ao futuro grande rei da Bretanha, que não será filho do seu esposo mas sim do seu "amigo" Uther Pendragon, depois a história foca na jornada de Morgana para se tornar uma Sacerdotisa da Deusa na ilha de Avalon.

 Um ponto bem marcante do livro é o conflito existente entre o cristianismo e a antiga religião de Avalon, no decorrer do enredo nos deparamos com varias discussões entre pessoas que apoiam diferentes religiões, podendo até satirizar a igreja católica, o que na minha opinião foi um dos toques que deixaram a história divertida.

 Outro fator que está bem claro no livro é a influencia que as mulheres tem tanto no mundo político quanto no religioso, nos levando a perceber que sem elas a história do Rei Artur não teria existido, pois de um jeito ou de outro elas manipulam as pessoas para atingirem os seus objetivos em nome do bem de Avalon e da Bretanha.

 Explicando o primeiro parágrafo da resenha, o Lancelote se encaixa perfeitamente nessa descrição, quem leu o livro deve saber do que estou falando.

 Uma coisa que me irritou um pouco foi que a Igraine amava a filha e logo depois que se casou com Uther passou a negligencia-la, alem do fato do início do livro ter sido um pouco maçante para mim, porque eu não gostei muito da parte da Igraine, achei ela indecisa e chata, tirando as poucas cenas em que ela discute com o padre que são divertídissimas.

 Em geral eu gostei do livro, apesar no inicio ter sido cansativo pode apostar que do meio para o final melhora muito, sendo que o ultimo capitulo é de tirar o fôlego de qualquer um.

 4/5

Skoob: adicione

Compre: {Submarino

Resenha: Bela Maldade


Resenha:

 Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato. 

Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade. 

No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. 

E, por vezes, cruel. Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada...


 Antes de tudo, esse livro estava apenas por 5 reais na Saraiva (com uma capa super linda), tinha uma nota boa no Skoob e no Goodreads, olhei para a oferta e pensei " boa cotação nas redes sociais de leitores brasileiros e americanos, custando menos do que um sanduíche do McDonald's... é claro que eu vou levar e adicionei ele ao meu carrinho de compras.

 Peguei ele para ler esse sábado, fui para casa da minha avó de noite com os meus pais e por que não levar um livro para passar o tempo? 

 A narrativa é dividida em duas partes e em três períodos de tempo diferentes: o passado, quando a história é narrada e o futuro, dá para saber nitidamente quando é cada um, então isso não se tornou um empecilho durante a leitura, em geral a forma de escrita da Rebecca James se compara ao nível do livro, o ritmo de leitura é bem rápido, acabei ele em dois dias.

 Uma coisa que deixou irritada nesse livro é que tudo é instantâneo, o amor que surge entre o Mitch e a Katherine é instantâneo, senti que a amizade entre a Katherine e a Alice surgiu do dia para a noite é forçada, sendo que a Katherine não queria manter relações saudáveis com ninguém, ai está outra coisa que me irritou, a Katherine passa metade se não mais do livro tendo pena de si mesma, ela se priva de tudo porque a irmã dela morreu ao invés dela, a Alice é uma...grr, toda vez que ela aparece no livro a autora devia ter colocado um alerta dizendo: Bitch a caminho, porque essa menina só faz merda, logo nos primeiros capítulos dá para perceber que ela sofre de sérios problemas mentais, pois que menina bipolar! E mesmo ela fazendo suas burradas a Katherine perdoa ela, como assim?! 

 Alguns personagens não me agradaram nem um pouco, mas tem alguns que se salvam, a Alice é um ser que merece ser estrangulado, a Katherine vive tendo dó dela mesma, o Robbie não passa de um cachorrinho da Alice que ela pode descartar e é só mostrar um pouquinho de bondade para ele que volta correndo para ela, o Mitch é um fofo e a irmã dele a Phillipa foi a minha personagem favorita no livro todo o que não é muita coisa, principalmente em uma cena quando ela defende a Katherine da Alice e meu pensamento lendo essa parte foi bem assim: isso, coloca ela no seu devido lugar.

 Tem um acontecimento no livro que é meio que anormal, acontece uma coisa com a Katherine e a mãe dela reage como se fosse um presente não deixa de ser, que mãe reage  assim com uma noticia daquelas? Nenhuma consciente do mundo ao seu redor, esse assunto tinha tudo para ser melhor desenvolvido e não tratado como uma coisa do cotidiano.

 Desde o inicio sabemos que a Alice morre, mas como ela morre é tão sem sal, sem emoção a autora poderia ter colocado um pouquinho mais de ação, ter elaborado mais esse ponto do livro, a parte que eu mais gostei da historia é como a Rachel (irmã da Katherine) morre, o final ficou muito em aberto, deixando assuntos inacabados, dando assunto para uma continuação que não virá.

 Resumindo é um livro de 302 páginas que poderia ter 402 fácil, com vários acontecimentos, vários temas que poderiam ser mais explorados mas não foram, Bela Maldade realmente me decepcionou.

 Uma importante lição que aprendi com esse livro: não julgue um livro pela capa... nem pela sinopse... nem por quanto custa.

 A Rebecca James foi taxada pelo The Wall Street Journal como se pudesse ser a próxima J. K. Rowling, não sei se é pra rir ou pra chorar, apesar de ser uma fã recente da J. K. posso afirmar que sem sombra de duvidas comprar a Rebecca James com a Rowling é uma ofensa e das grandes.

2/5

Skoob: adicione

Compre: {Submarino} {Saraiva}

Dias Chuvosos


 Aqui estou eu, uma menina presa em casa por causa da chuva, sem poder ir na piscina, escutando musica e com uma ressaca literária, sim eu estou de ressaca literária, antes que vieram perguntar o porque deixa eu explicar: estou poupando o livro que estou lendo no momento porque é muito bom! Nunca pensei que fosse gostar tanto assim dele, mas conseguiu superar minhas expectativas, isso acontece muito comigo, quando me apaixono pela história do livro costumo prolongar minha leitura pois fico com dó de me separar dos personagens, principalmente quando não faço a mínima ideia de como vai ser o final, ou quando alguém me da um spoiler sobre como o livro vai acabar, aconteceu isso comigo em a culpa é das estrelas, a vontade que eu tinha era de mandar minha amiga para Marte sem oxigênio.

 Pode não parecer mas eu adoro a chuva, o cheirinho é tão bom! Aqui aonde eu moro não parou de chover desde ontem de tarde e por isso vim aqui dar umas dicas de músicas para escutar em dias chuvosos:

Hey There Delilah - Plain White T's


Team - Lord


Bad - U2



 Bem acho que já deu para perceber que não tinha muita coisa para fazer e resolvi vir aqui mostrar para vocês algumas das minhas musicas preferidas, espero que tenham gostado delas, por que eu adoro.

 Beijos de uma menina presa na torre,
 Carol 

Desafio de Verão #1


 Oi gente, antes de tudo peço desculpas por não ter aparecido por aqui ontem, mas tenho um motivo convincente: eu estava de castigo! Meu pai acordou no meio da noite e me viu lendo, quando foi olhar a minha irmã ela estava no computador, o resultado disso foi um dia inteiro sem ler, sem poder dormir e muito menos pensar em entrar na internet, para quem está se perguntando como eu sobrevivi aqui vai a minha resposta: passei o dia todo na piscina e assistindo Castle.

 De um certo modo essa minha punição até que serviu para alguma coisa se formos olhar pelo lado positivo, tive tempo para pensar no meu desafio de verão e finalmente decidi como vai ser, vou dividi-lo em duas partes, a primeira corresponde de hoje até o inicio de Janeiro e a segunda parte de Janeiro até minhas aulas voltarem, ou seja até dia 4 de Fevereiro, só consegui definir a primeira parte do desafio, a segunda eu vou deixar para escolher quando estiver mais perto de janeiro.

 Aqui está a primeira fase do meu Desafio de Verão, decidi ler 6 livros nessa parte inicial:

- A Senhora da Magia - As Brumas de Avalon - Livro 1 da Marion Zimmer Bradley;

- Vinte mil éguas submarinas do Jules Verne;

- A Guerra dos Tronos - As Crônicas de Gelo e Fogo - Livro 1 do George R. R. Martin

- The moon and more da Sarah Dessen

- Harry Potter e o Cálice de Fogo da J. K. Rowling

- Crepúsculo da Stephanie Meyer

 A minha história com esses livros é meio conturbada, eu tenho As Brumas de Avalon desde que estava no sexto ano, ou seja uns 2 anos e meio atrás, foi um dois primeiros livros da minha coleção, minha irmã comprou ele numa ida nossa a Leitura da nossa cidade, ela saiu de lá com as brumas e eu com uns outros dois livros que o nome não me vem a cabeça, tecnicamente minha mãe obrigou minha irmã a comprar, dizendo que ela leu aqueles livros quando estava na nossa idade, o resultado disso foi que quando chegamos em casa minha irmã não conseguiu sair nem da primeira página alegando que o português era difícil e desde então ele está mofando na minha estante.

 No caso de Vinte mil léguas submarinas é uma historia totalmente diferente, meu pai me levou no shopping para escolher meu presente de natal e assim que vi esse livro fiquei encantada com a capa, pois a minha edição é a da Zahar de capa dura, resultado, sai de lá com esse livro e tamanho 42 não é gorda da Meg Cabot, devorei tamanho 42 em um dia, mas quando peguei para ler vinte mil léguas, li a apresentação do autor e se disser que li até o terceiro capitulo é muito.

 A Guerra dos Tronos eu comprei dentro de uma Americanas dentro do plástico todo bonitinho, quando abri e vi quantas paginas o livro tinha e quantas palavras tinha cada pagina bateu uma desanimação e acabou que só li o prólogo, sei que é uma vergonha mas juro que leio ele nessas férias.

 Eu tinha birra com Harry Potter, podem me julgar a vontade, mas e nunca entendi porque todo mundo era tão fanático pelo pequeno bruxo, nunca nem tinha assistido os filmes, para vocês terem uma ideia, quando fui para Nova York esta tendo aquela exibição do Harry Potter na Times Square e a fila esta dobrando o quarteirão e olha que os quarteirões de NY são enormes, tinha gente dormindo em barracas, tudo o que eu pensava era " bando do doidos, quem em sã consciência dorme na rua num frio de menos 3 graus para poder ver um exibição", quando eu finalmente li o livro entendi o porque, é tão divertido! Li os três primeiros livro em uma semana, só que parei por ai, e pretendo ler o quarto livro para retomar a série.

 Antes que vocês me matem vou explicar o que crepúsculo está fazendo na minha lista, meu tio me deu os dois primeiros da saga logo quando deu aquele BUM de crepúsculo, todo mundo falando do livro, comecei a ver várias resenhas negativas e fui deixando o livro pra lá, principalmente quando assisti o filme e não gostei muito porque meu, a Kristen Stewart tive que pesquisar no google o nome dela porque nao lembrava atua mal, eu nunca vi alguém não demonstrar emoção alguma, resolvi ler o livro porque decidi que ele era ruim sem ao menos da uma chance para o coitado e tendo em mente que a minha experiência com A hospedeira da mesma autora não é assim muito boa, vamos ver no que vai dar.

 E The moon and more só está nessa lista por que estou doida para ler o lançamento da minha autora preferida por isso resolvi colocar esse livro como uma "obrigação" para essas férias e para treinar o meu inglês.

 Bem gente vou ficando por aqui mesmo,
 Beijos,
 Carol


Em Outra Língua: Eleanor & Park

{Quinta Em Outra Língua é um meme criado pelo blog Amount of Words para fazer resenhas ou comentar sobre lançamentos de livros estrangeiros a apenas às quintas-feiras.}

*


Resenha:

Eleanor é a nova garota na cidade, e ela nunca se sentiu mais sozinha. Todas as roupas caóticas, cabelo ruivo caótico e uma vida familiar cheia de problemas, ele não poderia ficar mais de fora nem se tentasse. 

Então ela se senta no ônibus ao lado de Park. Calmo, cuidadoso e -aos olhos de Eleanor- impossivelmente legal, Park acredita que ficar fora do caminho é o melhor jeito para sobreviver ao colegial. Devagar e instantaneamente, através das conversas tarde da noite e uma grande pilha de fitas, Eleanor e Park se apaixonam. Eles se apaixonam do jeito que sempre é a primeira vez, quando se tem 16 anos, e não há nada e tudo a perder.

Ambientado no ano escolar de 1986, Eleanor & Park é engraçado, triste, chocante e verdadeiro, uma viagem nostálgica para quem nunca esqueceu seu primeiro amor.

 Eleanor & Park tinha tudo para me fazer morrer de amores pelo livro, o Jonh Green fez uma critica positiva sobre ele assim como a Stephanie Perkins, ele foi eleito o melhor livro YA (young adult) de 2013 pelo Goodreads e está entre os 10 mais vendidos pela Amazon, tinha expectativas muito altas para esse livro, vi vários canais literários internacionais falando super bem do livro e da escrita da Rainbow Rowell e quando finalmente o tirei da minha estante e comecei a leitura descobri que Eleanor & Park não iria me decepcionar.

 A forma que a Rainbow Rowell escreve é simplesmente mágica, consegue submergir o leitor na história a um certo ponto que você se sente dentro do livro e isso é completamente estupendo, a forma com que a autora narra os fatos é tão intensa que até os mais simples gestos se tornam capazes de tirar o fôlego do leitor.

 Outro ponto que me cativou no livro foi as inúmeras referências musicais que aparecem ao decorrer do enredo, podemos ver os Beatles, The smiths e até mesmo o U2, vários títulos de sucessos são citados, tais como Bad (U2), Summer of 69 (Bryan Adams), Forever Young (Alphaville) e Two of us (The Beatles), a Rowell insere essas referencias culturais de uma forma tão natural, que torna a leitura ainda mais gostosa de se fazer.

 A construção dos personagens é maravilhosa, a relação familiar conturbada que a Eleanor tem é muito bem retratada no livro, muitas vezes tinha vontade de sacudir a mãe da Eleanor para ver se ela acordava e se livrasse do Richie, o padastro alcoólatra, que sem sombra de duvidas é um dos personagens mais intragáveis que eu já vi na minha vida, se pudesse empurraria ele de um precipício e assistiria ele estatelado no chão agonizando de dor, até morrer, e eu com um sorriso estampado na cara dizendo: você mereceu.

 Ver a Eleanor e o Park se apaixonarem é lindo, a forma como cada um aceita o outro pelo o que ele é e não pela sua aparência, não pelo seu exterior, mas sim pelo seu interior, me faz parar para pensar que as vezes julgo as pessoa apenas por como se vestem e me esqueço que o realmente conta não é as roupas e sim os atos o caráter.

 Esse livro foi sem sombra de duvidas um dos meus favoritos de 2013, diferente de tudo o que já li Eleanor & Park comprova que nem sempre temos tudo o que queremos, que a vida não é como um conto de fadas, e que raramente temos o nosso final feliz. 

 Quem quiser ler a resenha que o Jonh Green fez sobre esse livro é só clicar aqui.

 O livro será lançado aqui no Brasil pelo editora Novo Século em Novembro de 2014.

 5/5 


Skoob: adicione

Nível de inglês:  fácil

Compre: {Bookdepository} {Saraiva}

Novidades chegando em 3...2...1!



 Oi gente, aqui estou eu com minhas novidades para o 100% viciada! Vão estrear aqui no blog três colunas novas, duas serão só durante o verão, e uma vai continuar até eu cansar dela, na minha humilde opinião vão ser estupendas, extraordinárias e estou super animada para mostrar elas para vocês, bem acho que chega de ladainha e vamos conferir o que preparei:

 Let's go on an Adventure: 

 O Let's go on an adventure vai ser uma das minhas colunas preferidas e é a única que vou manter depois que o verão acabar, dei uma pesquisada na intente (facebook) e vi que o blog da Pâmela (Aritmética das letras) tem uma coluna muito parecida com essa, que se chama Turista das letras (quem quiser conferir a coluna dela é só clicar em cima do nome), agora que já dei o meu recadinho é hora de saber sobre o que se trata.
 Quem nunca ler um livro e se pegou pensando como era o lugar em que a história se passava? Bem, eu já, essa é uma das coisas que mais me agradam em livros, conhecer lugares mágicos sem ao menos ter que sair de casa e tem vezes que fico tão animada com o cenário da historia que saio pesquisando tudo sobre o lugar, vejo se os locais presentes no livro realmente existem, se são do jeito que a autora narra e outras coisas, gosto tanto disso que resolvi compartilhar essa minha mania com vocês!
 Basicamente o Let's go on an Adventure vai falar sobre planos de fundo literários que mais gosto, para quem ainda não entendeu vou escolher os países/estados/cidades mais interessantes dos livros que já li e falar sobre eles aqui; Estou super ansiosa para mostrar para vocês o lugar que escolhi para estrear essa coluna! 

 Projeto Verão:

 O projeto verão vai ser as minhas metas de leitura para essas férias, acho que só me comprometendo aqui no blog que vou arrumar vergonha na cara e ler os livros que larguei na metade do caminho, ler 5 clássicos (isso incluí o meu 20.000 mil léguas submarinas) e resenhar os livros que precisam se resenhados, ou seja muitos!
 Acho que consigo estabelecer as metas durante esse final de semana, mas não posso prometer nada pois tenho um compromisso sábado.

 O sem nome:

 Não, o nome não vai ser "o sem nome", coloquei isso pois sou um ser muito preguiçoso e ainda não escolhi um nome legal para a coluna, mas vai ser o meu cantinho no blog para dar dicas de como espantar o calor, evitar o tédio durante as férias, falar sobre músicas legais para escutar durante as férias, filmes bacanas para assistir e algumas receitas de sucos/bebidas refrescantes, sim eu amo sucos, principalmente quando está fazendo 37 graus na minha cidade, essa temperatura transforma qualquer um em uma ameba sem alguma coisa para amenizar a sensação de estar se desintegrando, sinceramente, Vitória se transformou em uma amostra grátis do inferno, nunca vi essa cidade tão quente.

 Bem gente vou ficando por aqui mesmo, espero que tenham gostado das novidades que preparei para o blog, estou pensando nessas colunas desde a metade de novembro!

 Beijos de uma menina derretendo,
 Carol

P.S: as colunas já existentes vão voltar ao normal a partir de semana que vem.

FÉRIAS!!!


 EU FINALMENTE ME LIVREI DAQUELE INFERNO!

Ainda não estou acreditando que estou de férias, demorou tanto tempo mas chegou, por favor alguém me belisca só para ter certeza de que não é um sonho. 

Acho que assim como eu tenho certeza que para alguns o ano passou desse jeito:
   

rastejando

 Porém, todo nosso esforço é recompensado quando Dezembro chega, a não ser que se por obra do destino ficamos de recuperação final, o que não é o meu caso, por que se fosse, posso afirmar que não estaria aqui para contar como foi a fabulosa experiência, passei em tudo com a média acima de noventa like a boss, menos em espanhol por que eu odeio essa matéria e a professora também não vai muito com a minha cara.

 Minhas férias vão ser baseadas na famosa frase "e se...", pois não tenho certeza se vou viajar, não tenho certeza se vou me mudar agora, ou se vou consegui cumprir todas as minhas metas, metas que vou mostrar para vocês no próximo post, pois estou atrasada para o inglês.

Beijos,
Carol

Book Haul #2



 Oi gente, aqui estou eu com o book haul que havia prometido, vai ser um post rápido espero que seja, não vou mostrar a foto de todos os livros porque infelizmente tenho que estudar; 

 - Predestinados; 
 - Feita de fumaça e osso;
 - Puros;
 - Perdida;
 - A lista negra;
 - Bela Maldade;
 - Deslembrança;
 - Amanhã você vai entender;
 - A corrida do escorpião; 
 - O visconde que me amava;
 - The moon and more;
 - Eleanor & Park;
 - Lola and the boy next door;

 Dentre esses livros já li Predestinados da Josephine Angelini, ainda não tem resenhei aqui no blog, mas prometo assim que eu entrar de férias coloco em dia minhas resenhas, o livro em si é um bom passatempo, mas várias coisas me incomodaram, como o fato de os protagonistas da história se apaixonarem de uma hora para outra e eu definitivamente não sou fã de instalove, isso foi apenas uma das coisas de que não gostei, vou deixar para comentar mais sobre o livro na resenha.

 Li também A Lista negra da Magnifica Jennifer Brown, numa tacada só mergulhei de cabeça no sofrimento que a Valerie passa, uma madruga inteira com olhos marejados e um nó garganta que só se desfez quando fechei o livro e deixei as lagrimas escorrerem pelo meu rosto, esse livro NÃO vai ter resenha, não conseguiria descrever a grandiosidade da história criada pela Jennifer Brown em palavras, acho que só quem leu deve saber do que estou falando, a única coisa que me permito dizer é que se você ainda não leu, corre para a livraria mais próxima da sua casa e compre esse livro! Prometo que você não vai se arrepender! 

Também li Perdida da Carina Rissi, ah! Esse livro é tão fofo! O Ian é um mocinho perfeito do inicio até o fim! Do meio para o final ele fica meio assanhado mas mesmo assim ainda acho ele o homem perfeito! Devorei Perdida em uma tarde só, assim como Predestinados vou deixar para falar mais sobre o livro na resenha; Depois li Feita de fumaça e osso da Laini Taylor, ele já está resenhado, se quiser saber o que achei do livro clique aqui, li depois Amanhã você vai entender da Rebecca Stead é um livro muito gostoso de se ler e faz uma grande referencia a escritora Madeleine L'Engle, iniciei a leitura de Deslembrança da Cat Patrick, apenas começei, porque na metade do livro desisti dele, estava tão chato, vou terminar de ler ele nas férias apenas para resenhar para vocês.

Ainda não li Bela Maldade da Rebecca James, mas estou curiosa pois tem muitas resenhas positivas sobre ele na internet.

 Terça passada chegou os dois livros que comprei pela fnac: A corrida de escorpião e O visconde que me amava, eu fiquei muito frustada com a loja, os livros vieram danificados! Principalmente A corrida do escorpião, a capa veio FURADA! Depois eu mostro mais sobre esses livros em um post que vou fazer sobre a minha experiência de compra na fnac.

 Por fim chegaram hoje junto com vários quilos de chocolate os livros que pedi para o meu lindo, maravilhoso, divo, totalmente perfeito, resumindo, o melhor pai do mundo trazer da viagem que ele fez para os E.U.A.
 Lola and the boy next door da Stephanie Perkins é o primeiro da lista.


 Estou querendo ler esse livro desde que lançou, mas minha mãe ficou enrolando para me levar na livraria e quando fui, adivinha o que aconteceu? O livro esgotou, então pedi para meu pai trazer para mim, a capa desse livro é simplesmente diva, olhando a foto pela internet você não da nada para a capa, mas quando segura ela é tão gostosa, tem uma textura diferente e os tons de laranja fazem um contraste muito legal com a Golden Bridge, simplesmente amei, entrou para uma das minhas capas preferidas, quando vi esse livro na mala, fiquei babando durante meia hora!

 Já falei que meu pai é simplesmente o máximo? Ele trouxe para mim Eleanor & Park, quando vi que ele trouxe esse livro tive um ataque de fangirl gigantesco, comecei a soltar gritinhos e sair pulando pela casa feito uma retardada, estou doida para ler esse livro desde  que choveu resenha dele nos vlogs literários internacionais que acompanho, todo mundo estava falando desse livro, e minha vontade aumentou mais ainda quando vi que o lindo do Jonh Green escreveu um review sobre ele.
"Eleanor & Park me lembrou não apenas o que é ser jovem e apaixonado por uma garota,mas também o que é ser jovem e apaixonado por um livro"
não liguem para a minha tradução

 Sem contar que a Stephanie Perkins, autora de Anna e o beijo francês e Lola e o garoto da casa ao lado o livro da capa laranja também deixou um review, o que conseguiu me deixar mais animada,mal posso esperar para ler, minhas expectativas estão lá no céu, espero que esse livro supere elas! Sem contar que a capa é extremamente fofa!


 E o ultimo mas não menos importante... The moon and more da Sarah Dessen!


 Esse é o lançamento mais recente de uma das minhas autoras preferidas, conheci ela através do blog da Giu (amount of words), ela vivia falando super bem dessa autora e eu nem ai, até que eu resolvi comprar dois livros dela pelo Book depository, e me apaixonei! Acho que nem preciso dizer que estou super ansiosa para ler essa obra, não sei nada sobre o enredo do livro, quando falo nada quero dizer absolutamente nada, não faço a mínima ideia de sobre o que se trata, a única coisa que sei é que é um Young Adult, mais nada.

Bem esse foi o meu segundo Book Haul, espero que tenham gostado e até o final das minhas provas!

Beijos de uma menina movida a cafeína,
Carol

P.S: todas as fotos do post foram tiradas por mim ^^






AVISO: ressaca literária obrigatória



Oi gente! Passei por aqui só para dar um aviso.

 Como o final do ano letivo está se aproximando significa que as minhas provas finais também estão perto até de mais, o que implica a minha dedicação total nos estudos, principalmente agora que vai ter prova todo santo dia a partir da próxima quarta-feira e como eu não quero ficar de recuperação final, vou dar uma pausa nas minhas leituras e focar minha atenção exclusivamente naquela linda coisa azul toda esculhambada que chamo de apostila.
 Mas fiquem tranquilos quando acabarem as minhas provas, ou seja no dia 4 de dezembro estarei de volta... com duas colunas novas! Não vou falar nada delas, pois quero que seja surpresa, mas aposto que vão gostar, pelo menos eu estou super animada! Só tenho que me livrar desse inferno que chamam de escola e entrar finalmente de férias!
 Espero que entendam, 
 Beijos  Carol

 P.S: O único post que vou fazer nesse intervalo de tempo vai ser um book haul.